Exame de creatinina apresenta diagnóstico precoce de lesões renais

Conhecida como “epidemia silenciosa”, a doença renal crônica atinge, principalmente, pessoas com hipertensão arterial sistêmica e diabetes mellitus ou glomerulonefrites. Na maioria das vezes, ela chega de forma lenta, progressiva e quase sem sintomas.

Para que o diagnóstico seja feito o mais cedo possível, é muito importante a realização de um exame de sangue que pode salvar vidas: o exame de creatinina, o qual avalia o funcionamento dos rins e possíveis lesões renais. O diagnóstico precoce de problemas nos rins pode evitar doenças graves, além de impedir que o paciente necessite de diálise ou transplante.

De acordo com o enfermeiro, responsável técnico do Centro de Hemodiálise de Aracruz, Júlio Correia dos Santos, o exame de creatinina deve fazer parte do check-up completo. “Quando o paciente fizer um check-up de saúde, é fundamental pedir ao médico para prescrever o exame. Ele pode ser decisivo na manutenção da qualidade de vida daquela pessoa, por muitos anos.”, complementa Júlio.

A Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) estima que há cerca de 10 milhões de brasileiros com alguma doença renal sem saber disso pois o paciente só apresenta sintomas quando as funções renais já estão bastante prejudicadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *